Curta o TV Ecologia no Facebook!

Eco-blogs

Blogs recomendados

Estatisticas

Siga pelo e-mail!!!

Postagens populares

Seguidores

Vinícius por Vinícius

Minha foto
Serra Negra, São Paulo, Brazil
Sou estudante do 8° semestre do curso de Administração na Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Atualmente moro em Serra Negra - SP, cidade do interior do Estado de São Paulo. Me siga nas redes socias: Twitter: https://twitter.com/vinicius_sn | Facebook: https://www.facebook.com/vinicius.sousa.3192 | Snapchat: viniciuslapa | Instagram: https://www.instagram.com/viniciussol/

Nossos Arquivos

Pessoas On-Line

Que marcas você quer deixar no planeta? Calcule sua Pegada Ecológica.

Previsão do Tempo

Direitos Autorais

Creative Commons License. TV ECOLOGIA está licenciado por Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-vedada um Criação de Obras Derivadas 3.0 Licença Brasil baseado nos trabalhos do TV ECOLOGIA. Permissões além do escopo desta licença pode estar sendo solicitada entrando em contato conosco.
sábado, 12 de dezembro de 2009

VAMOS AOS DESTAQUES DESTA EDIÇÃO:
Cerca de 900 pessoas são presas em protesto em Copenhague RS pode ter chuva forte e vento com mais de 100 km/h Brasil apresenta pesquisa que culpa pecuária pelo efeito estufa ONU libera esboço de acordo climático
Cerca de 900 pessoas são presas em protesto em Copenhague

Cerca de 900 manifestantes foram presos neste sábado, na passeata que reuniu mais de 30 mil em Copenhague, segundo a polícia dinamarquesa. Cerca de 500 ONGs participaram do protesto que exigia a assinatura de um acordo climático global ambicioso, por parte dos líderes mundiais que participam da Cúpula sobre o Clima da ONU, em Copenhague. Os confrontos dos manifestantes com a polícia começaram minutos após o início do protesto, quando um grupo de 300 jovens, vestidos com uniformes negros atacou várias lojas, quebrando vitrines com martelos e pedras. A polícia de choque reagiu rapidamente, cercando o grupo e imobilizando vários agressores, conhecidos como "Black Blocs", em uma ação chamada de “detenções preventivas”. No final do dia, foram registrados outros confrontos, que deixaram um policial ferido e cinco carros incendiados. Segundo informações da BBC Brasil, a maioria dos detidos permanecerá sob custódia da polícia por até quatro horas, enquanto outros serão levados a juízes dentro de 24 horas. Faixas com frases como "A natureza não pode fazer acordo", "Não temos plano B" e mensagens defendendo direitos povos indígenas e de países pobres se espalharam por Copenhague durante o protesto. Além delas, manifestantes vestidos de ursos polares e extraterrestres estiveram presentes. A modelo Helena Christensen, o arcebispo Desmond Tutu, o líder da igreja anglicana, Rowan Williams e a ex-comissária para direitos humanos da ONU Mary Robinson também participaram. COP15 A cúpula entra em sua última e decisiva semana a partir de segunda-feira. Neste sábado ministros do Meio Ambiente chegaram a Copenhague para as conversações formais anteriores à reunião de cúpula dos líderes mundiais. Chefes de governo de cerca de 150 países são esperados no encontro até a sexta-feira, quando se encerram estas discussões para avançar na definição de um acordo de redução de emissões de gases que causam o efeito estufa.

RS pode ter chuva forte e vento com mais de 100 km/h

PORTO ALEGRE - A Defesa Civil alertou a população do Rio Grande do Sul para a perspectiva de condições meteorológicas adversas amanhã, com possibilidade de chuva forte e rajadas de vento superiores a cem quilômetros por hora na região metropolitana de Porto Alegre, litoral e nordeste do Estado. O fenômeno é consequência do deslocamento de um centro de baixa pressão da Argentina em direção ao litoral do Rio Grande do Sul, seguido da formação de um ciclone extratropical no Oceano Atlântico já na madrugada do sábado. Diante da perspectiva traçada pelos serviços de meteorologia, a Defesa Civil recomendou aos moradores das regiões mais vulneráveis que evitem locais sob risco de alagamento ou deslizamento ou que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e vento. Também orientou os pescadores e navegadores a manterem suas embarcações ancoradas em local seguro e protegido. O encontro do centro de baixa pressão com a atmosfera úmida e quente já começou nesta sexta-feira, no oeste do Rio Grande do Sul, onde a chuva de um ou dois dias pode superar a média mensal próxima de 140 milímetros para esta época do ano. Da zero hora às 15 horas, as precipitações chegaram a 118 milímetros em Quarai, 97 milímetros em Uruguaiana e 50 milímetros em Sant''Ana do Livramento. As novas chuvaradas encerram uma trégua de uma semana e meia no Rio Grande do Sul, Estado que ainda não se livrou dos transtornos provocados pelos temporais da segunda quinzena de novembro. Mesmo que os rios tenham baixado, a Defesa Civil segue contabilizando 3,8 mil pessoas desabrigadas e 6,3 mil desalojadas. Hoje, as prefeituras de Mata e Pejuçara decretaram situação de emergência, somando-se às outras 175 que haviam tomado a mesma providência desde o início do mês passado.

Brasil apresenta pesquisa que culpa pecuária pelo efeito estufa COPENHAGUE — A metade dos gases responsáveis pelo efeito estufa emitidos no Brasil procede da pecuária, segundo um estudo apresentado neste sábado em Copenhague, à margem da Conferência das Nações Unidas sobre a Mudança Climática. Ao analisar as emissões totais do Brasil "foi possível observar que o conjunto das emissões procedentes desta atividade (pecuária) corresponde, aproximadamente, à metade das emissões do Brasil", destaca o trabalho, liderado por Mercedes Bustamante, da Universidade de Brasília. Os pesquisadores brasileiros concluíram que das 2,2 gigatoneladas de equivalente do dióxido de carbono (CO2) emitidas oficialmente pelo Brasil em 2005, segundo dados do ministério brasileiro de Ciência e Tecnologia, aproximadamente 1.055 gigatoneladas correspondem à pecuária. As emissões geradas pela pecuária incluem o desmatamento para a formação de pastos, queimadas para a renovação do capim e a fermentação intestinal bovina, que gera importantes quantidades de metano, um dos gases de maior efeito sobre o aquecimento global, disse Roberto Smeraldi, especialista da associação Amigos da Terra-Amazônia Brasileira. Admitindo que a pecuária "é parte do problema da mudança climática", Smeraldi destacou que "ela também deve ser considerada como parte da solução" nas negociações em Copenhague sobre um novo acordo internacional para combater o aquecimento global. Smeraldi disse que é preciso fazer a pecuária evoluir, controlando o desmatamento para a formação de pastos, acabando com a impunidade dos crimes climáticos e dando incentivos econômicos aos criadores. O Brasil possui o maior rebanho bovino do mundo, com mais de 190 milhões de cabeças. As emissões brasileiras de gases do efeito estufa cresceram 62% entre 1990 e 2005, e mais da metade deste aumento corresponde ao manejo da terra. O Brasil decidiu em Copenhague adotar um "compromisso voluntário" de reduzir suas emissões de CO2 entre 36% e 39% sobre a previsão de emissões para 2020, e mais da metade desta redução procederá da queda no desmatamento da selva amazônica. O restante dependerá de ações nos setores agropecuário, industrial, energético e siderúrgico.

ONU libera esboço de acordo climático O rascunho de um possível acordo sobre redução de emissões de gases causadores do efeito estufa foi divulgado ontem em Copenhague. Segundo o texto, elaborado pelas Nações Unidas, os países desenvolvidos terão de cortar as emissões entre 25% e 40% até 2020, em relação aos níveis de 1990, e a temperatura da Terra não deve aumentar mais do que 1,5ºC ou 2ºC, em comparação com o período anterior à Era Industrial. Os países em desenvolvimento – uma definição que normalmente inclui importantes economias, como China, Índia e Brasil – não terão metas específicas de cumprimento obrigatório, mas “devem tomar ações próprias” para enfrentar o problema. Isso poderia implicar uma redução nas emissões nesses países da ordem de 15% a 30% até 2020. O rascunho é a primeira tentativa oficial de se trabalhar por um acordo final para o combate ao aquecimento global, às vésperas do fim da primeira das duas semanas de duração da conferência. O texto foi considerado bem mais ambicioso do que o preparado pela delegação da Dinamarca e que vazou nesta semana, provocando a ira dos países em desenvolvimento.

O BOLETIM ECONEWS 2ª EDIÇÃO TERMINA AQUI, PARA MAIS INFORMAÇÕES, CONTINUE ACOMPANHANDO O BLOG DO TV ECOLOGIA.

BOA NOITE A TODOS!

©2009 TV Ecologia - VSOL 2009

http://www.tvecologia.blogspot.com/

0 comentários:

©2012 TV Ecologia. Tecnologia do Blogger.